Bem-vindo ao CEBI! (51) 3568-2560 | [email protected]

Oração em poesia: Escuto [Sophia Andresen]

Oração em poesia: Escuto [Sophia Andresen]
14 de junho de 2017 Centro de Estudos Bíblicos
Compartilhamos a sessão Oração inter-religiosa da Semana, do portal do Instituto Humanitas. Confira!

Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade. Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Escuto

Escuto mas não sei
Se o que ouço é silêncio
Ou deus

Escuto sem saber se estou ouvindo
O ressoar das planícies do vazio
Ou a consciência atenta
Que nos confins do universo
Me decifra e fita

Apenas sei que caminho como quem
É olhado amado e conhecido
E por isso em cada gesto ponho
Solenidade e risco

Sophia de Mello Breyner Andresen. Obra poética. Porto: Assírio & Alvim, 2015, p. 516.

Sophia de Mello Breyner Andresen (1919 – 2004): Considerada uma das mais importantes poetisas portuguesas do século passado e a primeira mulher lusitana a receber o Prêmio Camões, mais importante honraria literária da língua portuguesa, pela obra Livro Sexto (1962). Também é reconhecida por seus contos e por escrever histórias infantis. Traduziu Dante Alighieri e Willian Shakespeare e integrou a Academia das Ciências de Lisboa. É vista como uma figura expressiva da política liberal, que apoiava o movimento monárquico e denunciava o Regime Salazarista. É autora de diversas publicações, entre elas, Contos Exemplares (1962), A Menina do Mar (1958), O Cavaleiro da Dinamarca (1964), 11 Poemas (1971) e Musa (1994).

Fonte: Instituto Humanitas, 27/01/2017.